8 de jun de 2011

John Norman e seus livros do mundo de Gor

John Normam nasceu John Frederick Lange Junior em Chicago, Illinois em 1931
Hoje, casado, três filhos e lecionando filosofia em uma universidade nos Estados Unidos.
No final dos anos sessenta, usando o pseudônimo, escreveu o primeiro livro da série ambientada no universo GOR, conhecidos também como as crônicas da contra-terra.



Os livros são considerados obras de ficção científica, sua narrativa carrega em si uma filosofia que valoriza a natureza e sugere que homens e mulheres possuem diferenças, não apenas biológicas, mas que definem que a liderança é natural ao homem, assim como a submissão é natural da mulher.
A série conta hoje com 29 livros publicados.
·         Tarnsman of Gor (1967)
·         Outlaw of Gor (1967)
·         Priest-Kings of Gor (1968)
·         Nomads of Gor (1969)
·         Assassin of Gor (1970)
·         Raiders of Gor (1971)
·         Captive of Gor (1972)
·         Hunters of Gor (1974)
·         Marauders of Gor (1975)
·         Tribesmen of Gor (1976)
·         Slave Girl of Gor (1977)
·         Beasts of Gor (1978)
·         Explorers of Gor (1979)
·         Fighting Slave of Gor (1981)
·         Rogue of Gor (1981)
·         Guardsman of Gor (1981)
·         Savages of Gor (1982)
·         Blood Brothers of Gor (1982)
·         Kajira of Gor (1983)
·         Players of Gor (1984)
·         Mercenaries of Gor (1985)
·         Dancer of Gor (1986)
·         Renegades of Gor (1986)
·         Vagabonds of Gor (1987)
·         Magicians of Gor (1988)
·         Witness of Gor (2001)
·         Prize of Gor (2008)
·         Kur of Gor (2009)
·         Swordsmen of Gor (2010)

Além dessa serie de livros, John Norman também publicou três livros de outra série, chamada "The Telnarian Histories":
·         Time Slave (1975) e
·         Ghost Dance (1979).
·         The Chieftain (1991)
·         The Captain (1992)
·         The King (1993)

Em 1974 também foi escrito um livro intitulado “Imaginative Sex”, que também é regido pelas regras da dominação masculina e submissão feminina, porém não se trata de uma obra de ficção.

John Norman adquiriu fama, e pela sua escolha temática foi bastante criticado.

Fazendo uma análise da qualidade literária e filosófica dos livros de John Norman, diria que a filosofia supera em muito a literatura.
O que apaixona e também tem muita aprovação (existem grupos Goreanos espalhados pelo mundo todo) são as idéias por trás dos 29 livros.

O Texto acima foi escrito pela tavi e esta no http://gorbrasil.com.br/john-norman

Um comentário:

  1. Muito interessante. Como escritor, também criei um mini-universo em uma obra que publiquei, mas imagino como seja para Norman manter (e expandir) durante tantos anos o universo de GOR.
    Grande abraço ao amigo HORUS!

    ResponderExcluir