30 de mar de 2012

A mitologia Goreana explica a escravidão da mulher

A Mitologia Goreana oferece um conto de origem interessante para o estabelecimento da escravidão das mulheres.


Diz-se que muito tempo atrás, havia uma grande guerra entre os homens e mulheres de Gor. Os homens finalmente prevaleceram nesta batalha épica, conquistando as mulheres. 

Mas, os Priest-Kings, estavam preocupados com o destino final destas mulheres, e com medo que os homens simplesmente matassem a todas. Para evitar este terrível destino, os Priest-Kings usaram seus poderes para transformar fisicamente todas as mulheres, tornando-as bonitas para que fossem desejáveis para os homens. Isto foi eficaz, e assim os homens, optaram por não exterminar as mulheres sedutoras e tentadoras. 

Mas este adiamento de sua sentença de morte não veio sem um preço. Como seu próprio castigo, os Priest-Kings também decretaram que as mulheres seriam para sempre escravas de homens.

28 de mar de 2012

A Beleza e completa obediência são fundamentais a uma kajira

Há uma diferença muito grande entre uma kajira e um escrava. A kajira serve seu Mestre com orgulho, sua submissão vem de dentro de sua alma, e também de seu coração. A verdadeira kajira ajoelha-se em frente do seu Mestre e entrega não só o seu corpo, mas sua mente, seu coração e sua alma. Ela pertence a ele completamente, totalmente e incondicionalmente. Isso vai além da confiança. Uma kajira deve ter integridade, lealdade e honestidade. Pois, sem esses valores, ela não tem nada. Mas com eles, ela tem tudo. Ela deve sempre se esforçar para agradar ao máximo o seu Mestre, porque a palavra dele é lei. Ele vai protegê-la, cuida-la, e guiá-la. Ele também vai puni-la, mas não com ódio ou crueldade, mas com amor e carinho para torna-la forte e especial. A kajira é uma propriedade valorizada, porque em todo o seu coração, ela só quer trazer prazer ao seu Mestre. Ela faz isso com a beleza do seu serve, com seu orgulho em usar sua coleira, e ela trabalha continuamente de todas as maneiras possiveis para agradar e ser agradável ao seu Mestre. A kajira nunca deve desonrar ou trazer desonra ao seu Mestre e a sua casa. A kajira é diferente de uma escrava, qualquer uma pode ser uma escrava, mas apenas algumas são verdadeiras kajiras. É por isso que elas são especiais.

"Uma escrava é como um troféu, ou um diamante a ser lapidado. 
Um Mestre Goreano irá sempre exibir uma kajira
bem treinada e educada a todos, sem ciúmes ou receio. 
Ninguém guarda um troféu dentro de uma caixa em um armário,
ele provavelmente ficará em uma estante no alto para que todos vejam."